RN AQUI

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS, COM 68 BLOGS E MAIS DE 3 MIL LINKS – STPM JOTA MARIA, JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA, JOTA JÚNIOR E JÚLIA MELISSA – MOSSORÓ-RN

RESUMO HISTÓRICO DOS MUNICÍPIOS POTIGUARES

VISUALIZAÇÕES DO BLOG ACHE TUDO RN AQUI

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

OS 10 MUNICÍPIOS POTIGUARES MAIS POPULOSOS



01 Natal 862.044 (mil pessoas)
02 Mossoró 284.288
03 Parnamirim 235.983
04 São Gonçalo do Amarante 96.759
05 Macaíba 76.801
06 Ceará-Mirim 72.374
07 Caicó 66.759
08 Assu 56.829
09 Currais Novos 44.710
10 São José de Mipibu 42.773
FONTE - IBGE

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

FRANCISCA SEGUNDA DE OLIVEIRA



FRANCISCA SEGUNDA DE OLIVEIRA, conhecida popularmente pela alcunha de ‘BEMBEM”, nasceu na povoação de Malhada Vermelha, município de Severiano Melo, em 27 de maio de 1917, filha de Joaquim Celino de 0liveira, natural de Apodi, nascido a 28 de outubro de 1881 e falecido em 3 de novembro de 1947, filho de Sebastião Celino de 0liveira Pinto Filho, este fundador da povoação de Malhada Vermelha, no ano de 1888 , filho do capitão e deputado provincial Sebastião Celino de 0liveira Pinto (1819 – 1901) e de Josephina Zenóbia de 0liveira; e de Maria Gomes de 0liveira, natural de Apodi, nascida em 9 de junho de 1875 e falecida em 10 de maio de 1964, filha de Joaquim Bezerra de Menezes e de Ana Gomes de 0liveira.
O grande amor de Bembem pela leitura e pela escrita fazem dela a figura mais carismática da comunidade de Malhada Vermelha. Com quase 90 anos de idade, a senhora de cabelos brancos e agilidade indescritível com uma caneta na mão e uma folha em branco, passa a maior parte do dia debruçada sobre os livros ou redigindo poesias, que retratam seu amor por sua terra natal e pelas divindades da religião católica.
A professora mais antiga de Malhada Vermelha e responsável pelo ensinamento das primeiras letras da maioria dos habitantes da comunidade. Foi por vários anos diretora da Escola Estadual de Malhada Vermelha, criada em 1928, a qual foi uma das primeiras alunas desse estabelecimento de ensino, quando tinha a idade de 11 anos, em 1928, a qual já deveria ter sido homenageada em vida, dando o seu nome como patrona dessa escola – ESCOLA ESTADUAL FRANCISCA SEGUNDA DE 0LIVEIRA. Falando nisso... no ano de 1975, o saudoso vereador Antonio da Rocha Filho requereu que aquela escola fosse denominada de FRANCISCA SEGUNDA. Porém, os vereadores na época não foram a favor dessa maravilhosa idéia do edil Antonio Rocha.
Dona Bembem é autora do Hino da Malhada Vermelha, como também da bandeira. Como a mesma costuma se referir ao hino que verificou para homenagear sua terra querida, fundada por seu avô Sebastião Celino de 0liveira Pinto Filho. “Eu nasci e me criei aqui, mas desde criança teve essa fome de leitura, que com o passar dos anos foi aumentando e passando a fazer versos e composições.

Eis o teor do Hino de Malhada Vermelha

‘MALHADA VERMELHA’, o teu nome
Rebrilhando na pedra rubis
E radiando do fulgor do sete solo
E pérola teu solo bendito
O céu azul nos cobre

No teu emblema rebrilha o cruzeiro
Recebe ó malhada adorada do teu povo
Este marco de estrela
No Brasil é a estrela que brilha
Lá no céu com muito fulgor
No teu solo bendito se esgota
Do Rio Grande do Norte.
Malhada Vermelha, o teu nome
Par sempre em memória ficou
É tão lindo, Malhada Vermelha o teu nome
Foi o gado que malhado deixou

A cor vermelha é teu solo
Adorado de um povo feliz
Coração palpita de amor
Do Brasil de astro de granito.
A escola bem diz seu nome
Refletindo a luz do saber
Implantando na inteligência, a Ciência
Do bem do dever.
Apesar de não possuir formação pedagógica, Dona Bembem passou a maior parte de sua vida ensinando o que aprendeu com a professora Elisa Bezerra de Menezes, filha de Adrião Bezerra de Menezes, no final da década de 20, do século XX foi responsável por sua formação na Escola Isolada de Malhada Vermelha, criada em 1928. Ela estudou seis anos, tempo suficiente para despertar o grande prazer pelos livros. Isso porque a professora Elisa Menezes era muito boa no que fazia, revela a professora e poetisa.
Dona Bembem iniciou sua carreira como professora no ano de 1937, com 20 anos de idade, na Escola de Malhada Vermelha, à época situada no município de Apodi, e lecionou até os 55 anos, quando foi aposentada em virtude de ter perdido quase totalmente a visão, em conseqüência de catarata. Segundo ela, foi o período mais difícil de sua vida, tendo em vista que ficou 10 anos sem leitura e a escrita. Foi muito difícil, porque não podia fazer o que mais gostava, mas depois de muita fé em Deus, resolvi realizar a operação e voltei a ter a visão total, revela.
A partir da recuperação da visão, Dona Bembem voltou aos livros e a composição de seus versos. 0s versos da poetisa são formulados com temas religiosos e líricos. Em todos os festejos religiosos e acontecimentos importantes em Malhada Vermelha, ela sempre é convocada para compor o tema de abertura dos eventos, como aconteceu no dia 25 de novembro de 2002, por ocasião da inauguração da Rádio Comunitária de Malhada Vermelha, a FM Alto 0este (97,8 MHz).
Dona Bembém sempre foi dedicada às letras, tendo jamais casado. Por isso, passou a criar filhos de suas irmãs e manteve dois filhos, que hoje são seus únicos familiares direto ainda vivo. Sua vida sempre foi dedicada aos outros, tanto na leitura e a reza. Ela passa o dia recebendo as pessoas para ensinar alguma coisa, seja lendo ou escrevendo.

Uma das marcas registradas da sábia poetisa Francisca Segunda. está também, na composição de homenagem para pessoas que vêm a falecer em Malhada Vermelha e região.
No entanto, seus versos são sempre recheados de declarações de amor à terra em que sempre viveu durante sua existência. Além, da poesia, ela também é constante a sua devoção e amor ao catolicismo. “A hóstia santa que foi para você o alimento”. Que seja para nós também o “sustento”.

Dona Bembém é autora de várias poesias belíssimas. Abaixo transcreveremos um de seus belos sonetos:

PRAIA

Na onda da praia
Cobrindo de espuma
O rastro que pisa

Na areia desmancha
Tem cheiro do mar
Que inebria o sorriso
o banhista que gosta
Do rumor marulhante
Quem vem lá do mar
Na areia se amansa
E beija leve
O rumor se desliza
Na brancura da areia
Que tem sal na espuma
No clarão do luar
Reflete pureza
Lá no céu, das estrelas
Que a água retrata
Faz o gozo da praia
Tem conchas na areia
Que Deus fez tudo
Fez terra, e fez mar
Nos búzios da praia
0 poeta fazem versos
Que encanta o poema
Na beleza do mar
Que na areia fez praia
Pra seu povo banhar
Pra saúde lhe dar
Na bonança do mar...

FONTE: Depoimento de Dona Bembém a este pesquisador e de uma reportagem no jornal Gazeta do 0este, do dia 8 de dezembro de 2002. Ela faleceu em 5 de março de 2009
FOTO - BLOG TUDO DE SEVERIANO MELO

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

WILLY VALE SALDANHA



O ex-deputado estadual Antônio Willy Vale Saldanha, 78 anos, morreu na manhã desta quarta-feira, dia 16 de novembro de 2016, em decorrência de um infarto agudo do miórcardio. O último cargo pública dele fora a diração do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), entre 2011 e 2014, durante o Governo de Rosalba Ciarlini. 

Willy Saldanha nasceu em Jardim de Piranhas em 24 de julho de 1938. Advogado por formação, ele foi foi eleito para o primeiro mandato de deputado estadual, reeleito em 1978,1982 e 1986. Em 1985 foi eleito Presidente da Assembléia Legislativa. 

Em 2011, Willy foi nomeado para dirigir o Detran. Ele substituiu o então diretor geral Érico Ferreira de Souza. Com o término da gestão Rosalba Ciarlini, ele foi exonerado do cargo. O ex-deputado estadual morreu em casa, ainda durante pela manhã, após sobre um infarto fulminante. O corpo de Willy Saldanha será velado no salão da Assembleia Legislativa do RN (ALRN), a partir das 18h, já o enterro ocorre amanhã, às 17h, no cemitério Morada da Paz, em Emaús, no município de Parnamirim.
FONTE – BLOG MIQUÉAS CAPUXÚ

terça-feira, 1 de novembro de 2016

FILARMÔNICA MARIA AURORA DO NASCIMENTO

Maxaranguape-RN

DR, EXPEDITO FERREIRA DE SOUZA É ELEITO PRESIDENTE DO TJRN



24/10/2019 - O desembargador Expedito Ferreira de Souza foi   eleito presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN).
NOME DE CONSENSO.
Expedito Ferreira tem como vice-presidente o desembargador Gilson Barbosa.
Os desembargadores Zeneide Bezerra e João Rebouças foram eleitos para Corregedoria Geral de Justiça e Ouvidoria do TJRN, respectivamente.
Já o atual presidente, desembargador Cláudio Santos, assumirá a presidência da Escola de Magistratura (ESMARN).
Expedito Ferreira foi eleito para o biênio 2017/2019. Ele tomará posse no dia 5 de janeiro.
O Dr. Expedito é natural de Alexandria, nascido em 24 de fevereiro de 1950, filho de  Pedro Ferreira de Souza e de Alzenita Ferreira Ada Costa. Foi oficial da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o qual ingressou na corporação no dia 29 de abril de 1969, na condição de aluno a oficial. É Casado com Jeane Carlina Saraiva e Ferreira de Souza, natural de Cablobo-Pe, nascida em 18 de agosto de 1973, futura prefeita da cidade de Alexandria, eleita em 2 de outubro de 2016
É o terceiro alexandriense a presidir a Justiça do Estado do Rio Grande do Norte, Eis os outros DOIS:
PRIMEIRO
Horácio  Barreto de Paiva Cavalcante, nascido em  16 de setembro de   1871, filho do Coronel João Bernardino de Paiva Cavalcanti e Inácia de Albuquerque Barreto de Paiva. Prestou compromisso em  01 de maio de 1918
SEGUDNO
Dr. Zulmar de Souza Veras, nascido em  19 e dezembro de 1918, filho de  Manoel Emidio de Souza e de  Maria Veras Diniz, prestou compromisso em  01 de junho de 1961 de 1963. Faleceu em 21 de dezembro de 1968
FONTE - EM PARTE BLOG DE CARLOS SANTOS

SEGUIDORES DO BLOG ACHE TUDO RN AQUI

Quem sou eu

Minha foto
ESTE É 47º BLOGS DO STPM JOTA MARIA, GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE

CAMARAS MUNICIPAIS

POLÍCIA CIVIL

MAIS